ano novo

A minha coisa favorita sobre o Ano Novo é que ele permite um sentido mágico de renovação e uma chance de começar tudo de novo. É o dia em que resolvemos deixar o passado para trás e seguirmos em frente.

Ano Novo 2016

Resolução Remix de Ano Novo: 15 coisas que deves parar de fazer em 2016

ano novo

A minha coisa favorita sobre o Ano Novo é que ele permite um sentido mágico de renovação e uma chance de começar tudo de novo. É o dia em que resolvemos deixar o passado para trás e seguirmos em frente.

A minha coisa favorita sobre o Ano Novo é que ele permite um sentido mágico de renovação e uma chance de começar tudo de novo. É o dia em que resolvemos deixar o passado para trás e seguirmos em frente.

É o dia em que nos enchemos com coragem e dizemos que este é o ano que vamos começar a fazer mais das coisas que queremos e parar de fazer as coisas que não importam.

Com cada novo ano vem a chance de mudar a nossa mentalidade, eliminar a negatividade e escolher avançar em frente. Há uma razão pela qual nos é dito que o melhor ainda está por vir.

Este ano, faz uma resolução que podes manter. Pára de fazer coisas que não são do teu interesse. Aqui estão 15 coisas que deves parar de fazer em 2016 para verdadeiramente seguires em frente e viveres este ano ao máximo:
 

1. Pára de mostrar e contar tudo a todos.

O mundo não precisa de saber todos os teus passos; deixa algumas coisas para a imaginação. O mistério é uma coisa boa.

Faz Play Neste Vídeo



2. Pára de te comparares aos outros.

O que tu vês NÃO é sempre a verdade, ou mesmo o que é a verdadeira realidade de uma situação. Todos nós passamos muito do nosso tempo comparando as nossas vidas às dos outros; ainda assim, todos nós esquecemos que as imagens que vemos de outros no Instagram e no Facebook são simplesmente destaques das suas vidas.

Elas não são o cotidiano; elas não são a luta diária. Elas são as fotos editadas no Photoshop e poses de um destaque momentâneo da vida de outra pessoa.


3. Pára de pensar no que os outros pensam de ti.

As pessoas vão julgr-te independentemente do que fizeres, então faz o que quiseres. Não há nada de errado com a tua própria jornada caminhando por um caminho que só tu crias.

Tu não tens que fazer, gostar ou querer as coisas que outras pessoas tentam, gosta ou desejam. Começa um blog, escreve para Coffeebreak ou veste essa roupa sobre a qual estás hesitante. Nas grandes palavras de Kid Cudi, “Eles vão julgar-me de qualquer maneira, então que se dane”


4. Pára de esperar.

Se tu não aproveitares a oportunidade ou arriscares tudo agora … quando é que vais? Tempo será sempre difícil de encontrar. Começa agora e ir atrás do que tu mais queres, ou aguenta até mais tarde e espera que mais tarde não seja tarde demais.


5. Pára de duvidar.

Se tens uma ideia ou sentimento que se mantém a voltar para ti, faz acontecer. Quando uma ideia continua a voltar, é por uma boa razão. Age e segue as ideias que inundam a tua mente. Ideias de milhões de dólares surgem aos milhares, mas é apenas um num milhão que segue com as suas ideias.


6. Pára de ser um estranho.

Estamos todos juntos nisto! Quando tu dás ao mundo o melhor que tens, o melhor volta para ti. É a lei da acção-reacção. Sê bom para as pessoas. A popularidade acaba, a generosidade não.


7. Pára de sentir pena de ti próprio.

Tu não é uma vítima; é hora de fazeres as coisas à tua própria maneira. Se tu estás constantemente rodeado por drama, tu és o único que permite isso.

Tu nunca serás capaz de controlar o que os outros fazem; no entanto, tu estás no controle total de como reages. Percebe que podes superar tempos difíceis. Em vez de assistires ao teu próprio partido da piedade, podes aceitar o facto de que só tu podes mudar os teus pensamentos e experiências.

Tu tens o poder de controlar os teus sentimentos.


8. Pára de atrapalhar o teu próprio caminho.

Os pensamentos na tua cabeça sobre ti mesmo e sobre a tua situação realmente afectam a tua vida. Verifica se o teu pior inimigo não reside entre os teus próprios ouvidos.

Segue a tua intuição e sabe que nada que dura é iniciado através da força. Se tu tens que forçá-lo, deixa-o para trás.


9. Pára de te sentires culpado.

Há uma diferença entre seguir em frente e simplesmente desistir. Entende que não há problema em crescer fora das coisas. Não tens que querer as mesmas coisas que querias quando tinhas 16, 18, 21 ou 25 anos…

A vida muda, e nós também. Permanecer onde estás e viver com a culpa ou com o medo é uma viagem garantida para lugar nenhum. Está autorizado a seguir em frente e perder-te ao mesmo tempo. Sentir falta de alguma coisa ou de alguém não te faz fraco; isso faz-te real.


10. Pára de pensar que o dinheiro cria valor.

Não supervalorizes benefícios de curto prazo. Remuneração mais elevada não é sinónimo de um trabalho que te vai fazer sentir mais completo. Um parceiro com um bom carro não é igual a uma vida de felicidade.

Escolhe um trabalho que te dará experiência, mais oportunidades e toneladas de espaço para o crescimento profissional e pessoal. Escolhe uma relação baseada no coração de alguém, não na conta bancária.


11. Pára de te sentires obrigado.

Não tomes decisões com base no que tu ACHAS que deves fazer.

Não tomes conselhos de pessoas que não têm que viver com o resultado da decisão. Toma decisões com base no que tu QUERES fazer. É a tua vida e tu vais ter que viver com as escolhas que fazes. Não precisas de escolher o medíocre quando existe grandeza.


12. Pára de dizer “sim” todo o tempo.

Não é uma frase completa. Não deves a ninguém uma explicação por não quereres sair, não quereres tomar uma bebida, não quereres ficar mais, não quereres ir a uma reunião.


13. Pára de pensar que tudo é uma competição.

A verdadeira definição de poder é o quanto pode dar de volta, e não apenas monetariamente. Ser poderoso é como ser elegante: Se tens que dizer às pessoas que és, então não és.


14. Pára de tentar ser como todos os outros.

Uma vez por todas, tu és quem tu és, tu és onde estiveste, e não tenhas medo de contar as tuas histórias.


15. Pára de pensar que tens que acertar tudo à primeira.

Ninguém tem tudo percebido, também. Não há nenhum guia ou fórmula perfeita, e, muitas vezes, a vida funciona muito mais como um processo de eliminação para descobrir o que queremos.

Nós aprendemos mais e mais sobre nós mesmos e as coisas que realmente nos fazem felizes todos os dias – e, mais importante, as coisas que não o fazem. Há momentos na vida em que tudo é obscuro e momentos em tudo parece estar em foco.

Assim como a lente de uma câmera, tu tens o poder de ajustar a tua visão. E, mesmo nos dias escuros, onde não consegues ver nada, apenas segue em frente. É a única constante e para sempre a direcção na qual todos nós devemos ir.

Comentários

Somos a plataforma preferida da Geração-Y para os tópicos mais quentes e mais na moda dos dias de hoje, desde política a relacionamentos e tudo o que se encontra pelo meio.

CoffeeBreak © 2016 - Todo o conteúdo pertence aos seus utilizadores.

To Top

QUERES MAIS HISTÓRIAS COMO ESTA?

O botão mágico abaixo entrega-te as melhores histórias no Facebook.