momentos-en-los-que-sientes-que-estas-envejeciendo-12

O que devemos pensar de uma mesa desarrumada?

Ciência Diz Que

Psicologia dos quartos desarrumados: As pessoas mais criativas surgem da desordem

momentos-en-los-que-sientes-que-estas-envejeciendo-12

O que devemos pensar de uma mesa desarrumada?

Durante toda a nossa vida foi-nos dito para sermos “organizados”. A organização tem estado sempre ligada como um pré-requisito para o sucesso.

Quer seja em casa, escola ou no acampamento de verão, a organização é algo que sempre nos foi incutido quase desde nascença. Por outro lado, ser desarrumado tem sido igualmente condenável e ligado como o caminho para o fracasso. E honestamente, não podemos pensar de outra forma.

Quero dizer, que coisas boas podem acontecer quando somos desarrumados, certo? Talvez mais do que penses. Estudos mais recentes, conduzidos pela Universidade de Minnesota no ano passado, mostraram-nos um novo lado do debate.

Sempre houve aquele tipo de “lenda urbana” na sociedade moderna que considera que pessoas com secretárias desarrumadas têm uma elevada afinidade para o raciocínio criativo.

Francamente, sempre pensei que as pessoas com “secretárias desarrumadas” tinham que ser criativas, por necessidade, para sobreviverem fora dos limites da organização.

Faz Play Neste Vídeo


Os trabalhos de casa da semana passada, ainda por fazer, num canto. Uma página rasgada da Playboy do mês passado junta a uma embalagem de manteiga de amendoim no outro canto. Latas de coca-cola vazias espalhadas pela superfície, como num campo de batalha.

A tua secretária é uma desordem total. Mas mais uma vez, é a tua desarrumação, e tudo se parece bastante em controlo para ti. Quando falhas em colocar as coisas no seu lugar certo, tu és levado a descobrir formas para fazer com que tudo fique, sei lá, arrumado. E arrumado de forma confortável.

Embora pareça totalmente aleatório para estranhos, muitas vezes, a desarrumação de uma pessoa é muito metódica – com respeito ao próprio.

A cientista psicológica Kathleen Vohs, da Universidade do Minnesota, que se lançou em desmitificar esta lenda urbana, não limitou o seu estudo exclusivamente à secretária. Não, Vohs, uma mente criativa, escolher pensar fora da caixa. Ela parece confusa. O tipo criativo de confusa.

Usando um paradigma que consistia num quarto desarrumado e num quarto arrumado, e numa série de testes, Vohs concluiu que os quartos desarrumados provocam um pensamento mais criativos – e forneceram evidências científicas!

A próxima pergunta é, o que constitui exactamente “pensamento criativo”, e como vai a lixeira do teu quarto ajudar?

Pensamento criativo, na sua forma mais pura, é pensar fora das linhas de raciocínio “convencional”. Quando se considera isto, não deveria ser um choque assim tão grande que os quartos desarrumados contendo pertences extraviados dos seus lugares “convencionais” iriam promover a criatividade.

Suponho que se preferes deixar as tuas roupas limpas no chão do teu quarto quando o armário está a uns centímetros de distância – estás certamente a pensar fora das linhas de um raciocínio convencional. E esse mesmo conceito pode ser aplicado a uma concepção mais abstrata.

Considera isto dito por Albert Einstein,

“Se uma mesa desarrumada é sinal de uma mente desarrumada, o que devemos pensar de uma mesa vazia?”

Obviamente, a secretária de Einstein parecia como que uma ex-namorada tivesse a missão de destruir tudo à sua volta, e que tivesse sido bem sucedida. Mesmo assim, não há qualquer dúvida da criatividade de Einstein.

E ele não estava sozinho. Mark Twain, também, tinha uma secretária desarrumada. Talvez ainda mais que Albert Einstein. Mark Twain foi uma das mentes mais criativas da sua geração.

Se os nomes de Einstein e Mark Twain não chamam a atenção da Geração-Y, falemos de Steve Jobs. Não admira que tenha inventado iBooks, é evidente que ele teve dificuldade em organizar os seus. A sua secretária, e escritório, eram completos desastres. Suponho que isso só some pontos ao seu brilhantismo.

Então, o que significada isso para ti? Desarruma a tua secretária, desarruma o teu quarto e espera por um toque de génio? Não exactamente. A relação entre desarrumação e genialidade não tem nada de casual. Ser desarrumado não te vai fazer acordar mais criativo pela manhã.

As duas estão, porém, correlacionadas. Se és uma pessoa “desarrumada por natureza”, talvez encontrares um intermédio saudável entre a tua desordem habitual e a urgência de arrumares, seja o ideal. Contendo a tua descuidada secretária, quarto ou tendências – não te esqueças – podes também estar a conter as tuas tendências criativas.

Em última análise, a única forma para testares a eficiência da tua criatividade induzida pela lixeira é, simplesmente, testares por ti próprio. Por isso, vai em frente, espalha todos os teus papéis no chão, atira as tuas roupas pelo chão, diverte-te. Tenta observar o que vem a seguir.

PS: Se tens um colega de quarto, diz-lhe que não me envie um email de ódio se o vosso quarto se parecer com um zoo enquanto experimentas isto. Eu não sou responsável por nenhuma das desarrumações futuras que os meus leitores possam criar.

Comentários

Somos a plataforma preferida da Geração-Y para os tópicos mais quentes e mais na moda dos dias de hoje, desde política a relacionamentos e tudo o que se encontra pelo meio.

CoffeeBreak © 2016 - Todo o conteúdo pertence aos seus utilizadores.

To Top

QUERES MAIS HISTÓRIAS COMO ESTA?

O botão mágico abaixo entrega-te as melhores histórias no Facebook.