,

A melhor maneira de alguém nos pedir desculpa é mudando o seu comportamento

Já fiz isso
Já fiz isso

É muito difícil enfrentar as decepções que temos em relação às pessoas das quais gostamos, uma vez que costumamos depositar nelas a nossa confiança e compartilhar com elas o nosso melhor e o nosso pior, na esperança de que nos retornarão nada menos do que verdade e transparência.

E assim, muitas vezes acabamos por ficar frustrados, pois nem sempre as nossas expectativas são correspondidas.

Talvez o nosso erro maior seja acharmos inocentemente que os outros agirão como nós, como se o coração das pessoas fossem iguais ao nosso. Com isso, aumentamos a probabilidade de receber delas o que menos esperávamos, sentindo-nos traídos e desvalorizados.

Não podemos aceitar tudo o que vier e de qualquer maneira, em nome do amor, relegando os nossos sentimentos a um segundo plano. Ninguém deve agir sem pensar em quem caminha ao seu lado, pois ninguém vive totalmente isolado.

Por isso, é necessário que estejamos atentos aos outros, sem perdê-los de vista, pois assim percebemos os momentos em que magoamos os sentimentos alheios, para nos tentarmos desculpar.

De nada adianta alguém nos pedir desculpas, dar presentes, enviar mensagens, lançar promessas de que aquilo nunca mais se repetirá, caso continue a agir da mesma forma e a voltar aos mesmos erros, ali no dia seguinte.

Quem se arrepende de verdade passa a agir de forma diferente, pois assume o erro e não deseja ferir mais quem magoou. Isso é a demonstração de que alguém realmente se importa.

Muitos não abrem mão de nada, não refletem sobre as suas atitudes, não repensam a própria vida, pois encontram-se tão perdidos dentro de si mesmos, iludidos pela comodidade do seu egoísmo. Não perdoam, nem se perdoam.

Esses jamais terão a oportunidade de receber o perdão de ninguém, pois acham-se perfeitos.

Esses não merecem o nosso amor, as nossas verdades, o nosso esforço ou a nossa dedicação.

(Source: Marcel Camargo)

Criado por Carlos Sousa

Profile photo of Carlos Sousa

Eu sou um amante de pessoas, cães, arte de rua, mercados de agricultores e cerveja artesanal. Eu trabalho para viajar e viajo para aprender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Vídeo em destaque