Connect with us

Relacionamentos

Parem de ser mimados e lutem pelos vossos relacionamentos

É por respeito a quem dorme na nossa cama.

Published

on

Uma vez li em algum lugar que os relacionamentos são como as casas: quando uma lâmpada queima não mudas de casa, trocas a lâmpada. Nunca me esqueci disso. Sobretudo porque às vezes acho que as pessoas não estão a ter vontade para trocar lâmpadas, nem para cuidar de casa nenhuma.

Claro que não venho aqui com um discurso antiquado e equivocado, dizendo que as pessoas devem aceitar viver em relacionamentos infelizes. Isso nunca. A vida é muito curta. O que venho perguntando-me é se as pessoas não estão a desistir cedo demais.

Pergunto-me se as pessoas não estão a confundir os relacionamentos da vida real com os dos finais de filmes. Até porque os filmes não se preocupam em mostrar-nos que o “felizes para sempre” é uma construção permeada por alguns dias infelizes e não um conto de fadas hipócrita.

Fico a pensar: se as pessoas investissem muito dinheiro num negócio, uma pequena empresa, como projeto de vida, quanto estariam dispostos a lutar por ela? Quantas noites mal dormidas aceitariam em nome de um projeto no qual elas apostaram tantas fichas? Quantas chatices: conversas com o contador, prestação de contas, cobranças de clientes? Eu tenho a certeza de que quase todos os que conheço aguentariam firme, com coragem, compromisso e foco para concretizar essa meta.

E questiono se essas pessoas investiriam esse mesmo tempo, essa mesma energia, se teriam tanta paciência e compreensão com os momentos difíceis dos relacionamentos que elas decidiram viver. Se elas também pensariam “isto é um projeto de vida, é algo que estou a construir e que nem sempre vai ser fácil ou divertido”. Será que as pessoas cuidariam dos seus amores de forma tão decidida quanto cuidariam do seu património?

Eu fico assustada. E acima de tudo, fico triste. Não acho a menor graça em ver os meus amigos a sair de casa. Nunca vou olhar com naturalidade para o rompimento, para o velório dos sonhos a dois, para o enterro de tantos planos, de viagens não feitas, de histórias não vividas.

Sim, os problemas aparecerão. As pessoas interessantes aparecerão. A tampa da sanita estará levantada. Os sapatos estarão no meio do caminho. A colega do trabalho estará mais arrumada do que a tua mulher na hora que acordou. Mas tu não viste a colega do trabalho a acordar. Porque ela não faz isso no trabalho, só na casa dela. Sabes? É muito fácil- e muito juvenil- cair nessas ciladas.

Uma coisa é constatar, depois de muitas tentativas, depois de diálogo e de uma busca, sedenta e sofrida, por soluções, que o casal não quer mais seguir o mesmo rumo. Que os planos já não harmonizam. Que a música que está a tocar já não é a mesma para os dois. É triste, mas pode acontecer e temos a sorte do século XXI nos dar todo o aparato para não sermos escravos de relacionamentos mortos.

Mas acho mesmo que tem muito relacionamento a ir para a forca quando poderia ter passado pela enfermaria, pelo pronto socorro, pela internação, pela UCI. Acho mesmo que existe muita gente que acorda esquisita um belo dia e resolve mandar tudo pro car*lho – seus sonhos e os sonhos do outro.

Acho mesmo que existe muita gente a ser egoísta, comportando-se como crianças mimadas que se cansaram de um brinquedo mais antigo porque ele já tem algum pó, perdeu alguma peça ou porque existe um novinho lá na loja do centro comercial. Ou porque o brinquedo já precisa de trocar a pilha, mas sabes como é, sair, comprar a pilha, abrir o pacote, substituir uma por uma… Dá trabalho demais. Esse brinquedo pode ficar no passado. O consumismo não ficou só nas prateleiras das lojas.

Não é por moralismo. Não é por respeito às instituições. É por respeito ao amor. É por respeito a quem dorme na nossa cama. É porque eu acho, cada vez mais, que somos uma porra de uma geração mimada, que aceita os desafios da carreira, dos estudos e do dinheiro, mas que não tem vontade nem para o primeiro desafio da convivência e que não tem tempo nenhum para “perder” na construção diária do amor.

Comments

Relacionamentos

Tu és tudo o que eu quero para a minha vida

Quando olho para ti vejo tudo o que quero para a minha vida.

Published

on

Hoje percebi o que é o amor. E percebi-o enquanto me olhava ao espelho e via um olhar longínquo e vazio. Tu fazes-me falta. E a tua falta deixa um vazio em mim. E acho que o amor que sinto por ti se traduz nesse vazio incessante.

É uma dor sem fim que só se agrava de dia para dia. É como se nos sentíssemos a cair sem conseguirmos arranjar forças para nos agarrarmos a algo que nos puxe para cima.

Não te culpo por te amar tanto. Não me culpo por ter deixado isto levar o rumo que levou. Tu mereces cada lágrima. Mereces cada grito de dor e suspiro de angústia. No fundo, tu mereces-me.

Eu passei uma vida inteira à espera de alguém que me merecesse. Alguém que fosse único no meio da multidão. Alguém capaz de mudar o meu dia com um único sorriso, um único gesto ou um único olhar. Alguém que fosse tão incrível que não me deixasse sequer pensar em mais ninguém.

Quando olho para ti vejo tudo o que quero para a minha vida. Quando olho para ti esqueço-me do tempo, dos problemas, dos sonhos e das ambições. Só existes tu. Só te quero a ti. Só quero o teu sorriso. Só quero te ver feliz. Consegues ser a minha maior força e a minha maior fraqueza, em simultâneo. E amar-te é tão bom que já se transformou num vício.

A verdade é que não há ninguém como tu. És a melhor pessoa. A única pessoa capaz de agitar a minha vida. E eu coloco o meu corpo em frente a qualquer bala só para te proteger. E morro. Porque, para mim, nada é mais importante do que ver-te viver.

(Texto de Cátia Barbosa)

Continue Reading

Relacionamentos

Namora alguém que possas chamar de amor e também de melhor amigo

Namora alguém a quem tu possas chamar de amor e também de melhor amigo. Alguém que fale a verdade e que saiba cumprir todas as promessas.

Published

on

Encontra alguém que possa te ensinar a sonhar novamente. Alguém que possa limpar as tuas lágrimas, apoiar-te nos teus objetivos de vida, elevar o teu espírito quando tu te sentires para baixo, segurar a tua mão quando tu pensares que ninguém te ama. Alguém que seja a tua força para superar as tuas fraquezas e medos.

Encontra alguém que possa te ensinar como se apaixonar novamente. Alguém que possa revigorar as borboletas no teu estômago. Alguém que possa preencher o teu mundo e fazer-te apreciar as pequenas coisas da vida.

Alguém que possa aceitar as tuas falhas, os teus atos impensados. Alguém que, nos piores momentos, esteja lá para ti e saiba te pacificar até que tu fiques bem. Alguém que saiba fazer-te feliz e contente. Alguém que te dê um sorriso para usares durante a tua vida toda.

Alguém que saiba cumprir com as suas promessas. Alguém que saiba tornar as tuas manhãs ainda mais leves e as tuas noites muito melhores.

Encontra alguém que queira estar contigo e que nunca solte a tua mão.

Alguém que esteja disposto a lutar por ti até ao fim, que esteja disposto a estar contigo em tempos fáceis e difíceis, bons e maus. Alguém que possa ser a tua luz até na noite mais escura. Alguém que saiba oferecer os seus ombros para tu chorares.

Alguém que saiba abraçar-te apertado quando tu estiveres com medo e que saiba ser a tua paz. Alguém que saiba proteger-te, que saiba cuidar de ti.

Namora alguém a quem tu possas chamar de amor e também de melhor amigo. Alguém que fale a verdade e que saiba cumprir todas as promessas.

Alguém com quem tu possas conversar sobre qualquer coisa, alguém que não se importe em ficar contigo até à meia-noite falando sobre coisas aleatórias da vida. Alguém capaz de fazer o teu coração bater mais rápido com um só olhar e um só sorriso.

Alguém que possa fazer-te sentir ainda mais jovem e importante. Alguém que te mande mensagens de texto longas e doces, que te faça serenatas até tu adormeceres e te acorde com um telefonema.

E o mais importante, encontra alguém com quem tu consigas te imaginar vivendo e compartilhando o resto dos teus dias, alguém com quem tu possas te sentir em segurança, alguém que tu saibas que estará ali sempre quando tu mais precisares.

Continue Reading

Relacionamentos

Não adianta empurrar com a barriga, aceitar todos os deslizes e achar que a pessoa vai mudar, porque não muda

Confiança e respeito são base de qualquer relacionamento. Se eles deixam de existir, tudo o resto desanda

Published

on

Confiança e respeito são base de qualquer relacionamento. Se eles deixam de existir, tudo o resto desanda. E não adianta empurrar com a barriga, aceitar todos os deslizes e achar que vai mudar, porque não muda.

Não adianta aceitar um erro mas levá-lo contigo por uma vida toda. Não adianta ficar remoendo o passado e toda a vez que acontecer algo esfregar na cara o que supostamente tu já tinhas esquecido.

A verdade é que, quando alguém estilhaça o nosso coração e vacila forte e feio com a gente, por mais que exista amor e tu queiras muito o bem dessa pessoa, a vida a dois não será mais a mesma.

É que muita das vezes não conseguimos apagar o mal que já nos fizeram. Por mais que provem diariamente a suposta mudança, o pé sempre vai ficar atrás.

Não adianta aceitar da boca para fora, se o teu coração ainda não se curou e a tua mente te lembra todos os dias o que tu já enfrentaste.

Não adianta apostar se já deixou de te pertencer, se o que tu sentias não foi valorizado, se tudo que tu fazias por alguém não foi recíproco.

Não estou dizendo que ninguém mereça uma segunda chance, só quero que tu entendas que, se tu não te sentes em paz e as tuas vontades não condizem com o que o teu coração quer, não insistas, não leves adiante, não te excedas por frustrações passadas.

Eu acredito em segundas chances. Só não acredito que toda a gente as merece.

Amor não enche barriga, e para ser inteiro e de verdade, o outro alguém precisa te escolher, e principalmente, precisa deixar de abraçar o mundo para segurar só a tua mão.

(Texto de Rogério Oliveira)

Continue Reading

Publicidade

Publicidade

Mais Populares

Download gratuito de

7,250,164,321 razões porque podes fazer uma vida de sucesso online

Faz download gratuito do nosso guia e aprende como pessoas 'normais' estão a pegar nas suas habilidades, estão a transforma-las em negócios online e estão a ganhar a vida fazendo isso.
DOWNLOAD GRATUITO AGORA