,

Não há vergonha nenhuma em admitires que não estás bem

Por vezes a vida é demasiado dura, não tenho medo de o admitir.

Por vezes não é fácil ser apenas forte e manter a cabeça erguida.

Existem vezes em que sentes como não importa o quanto te esforças a nadar, a corrente continua a puxar-te para o fundo.

Para onde vais? Para onde te viras?

As pessoas tentam aconselhar-te, mas por vezes isso não ajuda. É fácil dizer a alguém o que fazer quando não estás na sua situação.

Melhor vídeo de sempre


Raios, eu dou conselhos excepcionais, no entanto, aqui estou eu.

Por vezes não existem respostas, nem soluções. Não quero conselhos, sugestões, opiniões. Apenas quero alguém que me escute.

Por vezes apenas temos que surfar a onda até que passe. Nem todas as histórias têm herói como nos levaram a crer. A vida é lixada por momentos, mas eventualmente, as coisas mudam.

Isso não significa que tenhamos de amuar na nossa angustia por meses, também não significa que finjamos estar felizes e optimistas, quando por dentro, nossas almas choram.

Não temos de ser sempre quem o mundo quer que sejamos.

Não faz mal estares triste, não faz mal sentires dor. Todos sentimos. alguns apenas o escondem melhor que outros.

Nesta situação, em que sentimos que não existe saída, o que devemos fazer?

Nós esperamos.

Usamos este tempo para sentir a dor, o stress, a ansiedade. Para alguns pode parecer loucura, mas para outros, esta é a única forma de avançar.

Não podemos apenas avançar e “esquecer.” Não se esquece a dor. Colocar um curativo na ferida e seguir não vai apagar o magoado.

O curativo acabará por cair, ainda assim ficarás cheio de cicatrizes.

Aceita a luta.

Sabes, a dor, ela exige ser sentida. Aceita-a. Fica ciente de que o que passas agora, neste momento, te vai mudar para sempre.

Um dia ficarás grata, um dia vais ter a força que desejavas ter agora.

Todos passamos por isso. Não estás só.

Texto original de Coffeebreak protegido por copyright. Qualquer reprodução é expressamente proibida, mesmo citando a fonte.

Criado por Marta Rocha

Profile photo of Marta Rocha

Eu estou a trabalhar em grandes ideias e num pequeno jardim. Eu acredito que há uma abundância enorme no planeta, muito dinheiro e muito amor para todos. As pessoas são a minha paixão. Quero perceber porque não fazemos as coisas que queremos fazer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *