Connect with us

Published

on

As pessoas que fazem o teu mundo bonito são aquelas que permanecem. Isto é, aquelas que te consolam, que te fazem sorrir, que te acalmam e te mantêm forte. Com essas pessoas, as relações são sólidas, consistentes e leais.

As pessoas bonitas são sinceras, apertam a tua mão, e quando te olham nos olhos atingem o teu coração. Apenas a sua presença já te emociona, porque respeitam, não julgam e mostram sempre os seus rostos. Por isso são as pessoas que fazem o nosso mundo bonito.

“Tem cuidado para não perdê-las, não deixá-las ir. Não cometas o erro de abandoná-las quanto algo te incomodar, ou quando não precisares delas.”

Há pessoas que se encaixam em nós e nos encantam. Não por algo em particular, mas porque nos oferecem confiança e serenidade. São relações cultivadas em pequenos detalhes, sinceros e verdadeiros. São aquelas que podem ser alimentadas com olhares e pequenos gestos, pois cada detalhe torna-se uma grande obra.

Estes sentimentos são frequentemente recíprocos e há certas regras não escritas que prevalecem entre eles. No entanto, muitas vezes esquecemo-nos de que “eu gosto de ti” também deve ser dito, e que a gratidão é o melhor alimento para a alma.

No final, tu percebes que as pequenas coisas são sempre as mais importante. Conversas às três da manhã, sorrisos espontâneos, imagens que vos fazem rir em voz alta. Isso é o que realmente vale a pena; pequenas coisas que despertam grandes emoções.

Então, muitas vezes negligenciamos algo tão importante e vital como a demonstração de afeto e a atenção às necessidades emocionais daqueles que nos rodeiam e que nos são importantes nesta dança da vida.

Diz-se que o amor dura tanto quanto nós nos importamos, e que nós importamo-nos tanto quanto queremos. Assim, apesar de nós sermos humanos e às vezes cometermos erros que podem levar a mal-entendidos a respeito do nosso afeto, a verdade é que não podemos dar-nos ao luxo de perder as pessoas de valor.

Infelizmente é comum ignorarmos as pessoas importantes por pura preguiça, falta de tempo ou falta de interesse. Nós muitas vezes cometemos o erro de não dedicarmos o tempo necessário a demonstrar o quão importantes são essas pessoas.

Da mesma forma, também é provável que em algum momento já sentimos que alguém nos deixou de lado, e ficámos loucos a tentar entender o que aconteceu.

“Não podemos perder essas pessoas agradáveis que tornam o nosso mundo bonito. Com elas, podemos ser nós mesmos, em toda a nossa essência e de forma livre, o que é algo tão magnífico como incomum. Portanto, cuida e enriquece os teus relacionamentos, e age sempre com a sinceridade mais absoluta.”

Comments

Ano Novo 2016

Neste novo ano eu espero muito é de mim mesmo!

Eu espero saber esperar. De mim. Por mim. Assim eu espero.

Published

on

Chegou ao fim. Acabou. O ano virou a esquina. Não volta nunca mais.
Assim como as oportunidades perdidas, os beijos não dados e as palavras não ditas que nele ficaram e nele naufragaram no limbo do passado.
Para deixar saudade. Para deixar arrependimento. Para deixar alívio. Para deixar.

O que foi feito, foi feito. O que foi sentido, foi sentido. O que foi vivido, foi vivido.
O que não foi, virou poeira.
E da poeira, virou pretérito.
E do pretérito, virou esquecimento.

Enquanto um ano dá adeus, o outro já nos atropela.
E ele chega sem pedir, ele chega sem permissão, ele chega sem bater na porta.
Ele chega sem que tenhamos tido tempo de engolir o último.
Sem pausa, sem receio, sem férias.
365 chances velhas são perdidas para que 365 novas sejam oferecidas.

E sabes o que eu espero do ano novo?
Eu não espero nada.
Eu espero muito é de mim mesmo.

Eu espero dar sem me preocupar se vou receber.
Eu espero ser para o mundo sem me preocupar se o mundo me será de volta.
Eu espero ser a melhor versão de mim mesmo.
Eu espero ser a pessoa que o meu cão acha que eu sou.

Eu espero que os meus braços sejam grandes o suficiente para abraçarem as oportunidades que a vida me atirar.
Eu espero ser sábio para conseguir dar valor ao que realmente for de valor e me desligar do que não.
Eu espero ser esponja para o que for amor, luz e calmaria.
Eu espero ser repelente para o que for nebuloso, amargo e baixo.

Eu espero ser cura. Mas também vício.
Eu espero ser santo. Mas também atrevido.
Eu espero ser céu. Mas também inferno.
Eu espero ser mar. Mas também lava.
Eu espero ser muitas coisas, mesmo sendo;só eu mesmo.

Eu espero resolver as questões que deixei em aberto.
Eu espero fechar os ciclos de ontem para dar espaço aos de amanhã.
Eu espero deixar o passado passar.
Eu espero fazer as pazes comigo mesmo.

Eu espero deixar-me carregar pela correnteza da vida.
Eu espero que existam segundas chances.
Mas espero não precisar delas.
Eu espero seguir em frente.
Mas espero saber que o que importa é a direção e não a velocidade.

Eu espero saber esperar.
De mim. Por mim.
Assim eu espero.

Continue Reading

Ano Novo 2016

10 Pessoas Tóxicas que não deves levar contigo para o Ano Novo

O que tu vais realizar no próximo ano depende muito das pessoas com quem te rodeias. Ou, por outras palavras, depende em grande parte das pessoas que vais decidir rodear-te.

Published

on

Consegues sequer acreditar que já é Dezembro? Este ano tem passado por um piscar de olhos e estamos à beira de mais um ano – um ano cheio de possibilidades.

O que tu vais realizar no próximo ano depende muito das pessoas com quem te rodeias. Ou, por outras palavras, depende em grande parte das pessoas que vais decidir rodear-te.

Ao entrar no novo ano, não te esqueças de não trazeres todo o teu lixo contigo. Deixa esses indivíduos tóxicos em 2015; vais sentir-te muito mais leve, o que te permitirá teres um excelente início em corrida no ano que vem.
 

1. A pessoa que torna a tua vida mais stressante

O stress não é necessariamente uma coisa má – na verdade, é o que fazes que ele seja. Se acreditas que o stress é mau para ti, então ele vai ser mau para ti. Se usares o stress como o motivador que é, para motivar-te a agir, então o stress pode realmente ser bastante saudável.

No entanto, deves apontar para apenas seres salientado por situações e não por pessoas. Se tens pessoas na tua vida que estão constantemente a conseguir enervar-te, isso é a tua mente a dizer-te e a tentar motivar-te para as removeres da tua vida.

A vida é stressante como ela é. Não precisas de alguém que a torne ainda mais.


2. A pessoa que te usa

Para ser justo, todos nós usamos alguma pessoa – e, geralmente é na boa. Nós interagimos com os outros porque achamos que isso vai beneficiar-nos de alguma forma. Se não acreditássemos que assim seria, então nós não encontraríamos razões suficientes para interagir com elas.

Às vezes encontramos pessoas nas nossas vidas que nos usam de formas que acabam por nos prejudicar. A maioria das pessoas vai usar-nos e, ao fazerem isso, querem manter ou melhorar o nosso bem-estar.

Depois temos aqueles indivíduos tóxicos que nos usam e nos deixam piores, sugando-nos e alimentando-se de nós como um parasita.

Esses tipos de pessoas não têm lugar na tua vida; não os leves para 2016.


3. A pessoa que não te respeita

Cada pessoa que respeite merece ser respeitada em troca; é assim que o respeito funciona. Se achas que tens uma pessoa ou pessoas na tua vida que têm dificuldade em dar-te o respeito que tu dás a elas, diz-lhes para saírem da tua vida.

Tem bastante respeito por ti mesmo para nunca permitires que outros te desrespeitem e continuem a ser uma parte da tua vida.


4. A pessoa que consegue sempre magoar-te

As pessoas podem ser muito parvas às vezes. As pessoas que mantêm uma parte da nossa vida são as pessoas com que nos preocupamos – ou, pelo menos, que deveriam ser. Alguns destes indivíduos, infelizmente, acabam por nos prejudicar e causar-nos dor.

O problema é que, quando os outros nos causam dor, somos lembrados do quanto essas pessoas significam para nós. Se elas conseguem magoar-nos emocionalmente, devemos cuidar delas e do que elas pensam de nós – portanto, permitimos que continuem a ser uma parte das nossas vidas.

Muitas vezes, nós vamos até mesmo permitir que essas pessoas ocupem mais espaço. Pessoas magoam outras pessoas – é apenas a maneira como o mundo funciona. Mas se tens alguém na tua vida que não consegue parar de te magoar, faz um favor a ti próprio e corta essa pessoa da tua vida.

A dor só é boa se ela ensinar uma lição. Neste caso, a lição é parares de permitir que outros te usem como um saco boxe.


5. A pessoa que parece não conseguir parar de te mentir

Todo o mundo mente. De facto, nos primeiros minutos do encontro de uma nova pessoa, essa pessoa é susceptível de te mentir uma mão cheia de vezes. A maioria das mentiras são inofensivas, mas tudo isso muda quando as pessoas que estão a mentir para ti são as pessoas em que tu confias.

Preenche a tua vida com pessoas de confiança e vais sentir-te muito melhor. Podes encontrar mentiras em qualquer lugar. Encontrar a verdade, por outro lado, é muito mais raro.


6. A pessoa que sorri na tua cara mas goza contigo nas tuas costas

Essas pessoas são a escumalha da escumalha, cobardes que não têm coragem de falar o que pensam. Estes indivíduos desfrutam fingir que são teus amigos ao dizerem ao resto do mundo que tu és um pedaço de m*rda.

Essas pessoas vão arruinar a tua reputação e, como a maioria de nós já sabe, reputação importa muito para todo o mundo em que vivemos. Só os idiotas iriam começar um novo ano com esse tipo de indivíduos na sua vida.


7. A pessoa que não se preocupa contigo, mas que adora fingir que sim

Todos nós já tivemos pessoas nas nossas vidas que agem como nossas amigas apenas quando é conveniente para elas.

Estes indivíduos tóxicos são “pseudo amigos” – muito divertidos para sairmos com eles, e mais do que dispostos a aceitar ajuda, mas quando precisas da sua ajuda eles estão milagrosamente longe de serem encontrados.

Estes indivíduos são especialmente tóxicos, porque eles dão-te a ilusão de uma rede de segurança. Tu achas que pode inclinar-te sobre eles para apoio, mas quando chegas ao seu ombro, tu cais directo para o chão.


8. A pessoa que te empurra para o teu estilo de vida antigo

A vida só é interessante e emocionante se ela estiver constantemente a evoluir. Somente quando estamos constantemente a avançar, melhorando constantemente nós mesmos e o nosso redor, somos capazes de encontrar contentamento e felicidade.

A maioria das pessoas consegue sempre manter as pessoas nas suas vidas que estão a segurá-las para a vida que elas um dia tiveram.

Tu tens trabalhado arduamente para o progresso e tens feito mudanças, mas essas pessoas preferem a vida da forma que costumava ser, e fazem o seu melhor para trazer-te de volta para a caverna que tu acabaste de te arrastar para fora.

Sê cauteloso com essas pessoas, elas são muitas vezes difíceis de identificar e conseguem sempre reverter o progresso que tu trabalhaste tão duro para fazer.


9. A pessoa que te impede de avançares

Há um facto na vida que eu tenho crescido a aceitar ao longo dos últimos anos – um facto que não é especialmente agradável, mas mesmo assim necessário de aceitar como verdade: Muitas pessoas na tua vida, as pessoas que tu chamas de amigos, não deveriam ser uma parte da tua vida.

Conforme o tempo passa, nós mudamos como indivíduos. Nossas esperanças e objectivos mudam, muitas vezes deixando os relacionamentos que temos desactualizados.

Muitas das pessoas na tua vida provavelmente não querem viver a vida que tu estás a construir para ti mesmo. Porque elas são egocêntricas, elas vão fazer o seu melhor para criar a sua versão da sua vida ideal e arrastar-te para ela.

Na maioria das vezes, as pessoas não conseguem criar a vida dos seus sonhos, porque elas cercam-se de pessoas que apontam para algo completamente diferente.

Se os teus objectivos não estão alinhados, a tua vida não está também.


10. A pessoa que apenas ocupa espaço

Tudo na vida é limitado. Os recursos são limitados. O tempo é limitado. O espaço é limitado. O que tu podes fazer dentro de um tempo de vida é limitado. Nós não podemos, e nunca seremos capazes de ter tudo.

É por isso que tens que ter muito cuidado não só com o que escolhes fazer, mas com quem escolhes fazer.

Tu só pode manter um punhado de relacionamentos fortes em determinado momento – tu simplesmente não tens tempo suficiente, energia ou o foco mental para lidar com mais.

Se estás a encher a tua vida com indivíduos inúteis, tu és obrigado a criar uma vida inútil. Se alguém não está a adicionar valor à tua vida, então, por padrão, eles estão levando-te para longe dela.

Deixa-os em 2015 e constrói um melhor círculo interno.

Continue Reading

Ano Novo 2016

O guia de 7 passos que deves seguir para a tua Resolução de Ano Novo

Se tens uma ideia de como te tornares mais feliz, saudável ou simplesmente um “melhor eu”, começa hoje!!

Published

on

Estamos outra vez naquela altura do ano.

Os status de facebook a dizerem “Ano Novo, Vida Nova” vão começar a invadir o teu feed de notícias e todos nós vamos virar os olhos.

Estamos a reflectir no ano que passou e a pensar no próximo.

Tornou-se numa espécie de tradição fazer promessas de ano novo que planeámos para o ano que aí vem.

Contudo a maioria abandona esses objectivos ainda antes de voltar a guardar as luzes de Natal.

Para muita gente isso não importa realmente.

Fazer as promessas e conversar sobre elas aos outros é simplesmente uma rotina em que nunca pensámos realmente em cumprir os objectivos.

Mas para aqueles que realmente querem fazer mudanças positivas no ano que aí vem, aqui estão sete formas para melhorar as tuas hipóteses de cumprires os objectivos.
 

1. Anota as soluções.

E não, não estou a referir-me às redes sociais. Quero dizer, arranja um caderno e anota todos os teus objectivos.

Teres o esforço para realmente escreveres os teus objectivos faz deles mais oficiais.É também algo que serás capaz de segurar fisicamente e olhares vezes sem conta.


2. Faz um plano

Não escrevas apenas as mudanças que queres ter; tens que ter um plano de acções a seguir.

Se desejas parar de fumar, faz uma lista de possíveis planos de tratamento ou marca uma consulta com o teu médico. Se queres perder peso, faz um plano de treino no ginásio e complementa com uma dieta saudável.

Tens que ter a certeza dos passos que tens de tomar e arranjar uma maneira de os complementares com o teu estilo de vida (ou altera o teu estilo de vida de modo a que consigas completar os teus objectivos).


3. Visibilidade é essencial

Depois de teres feito uma lista e teres um plano a seguir, certifica-te que fazem parte do teu dia a dia. Pendura-o num local em que seja visível frequentemente para que te possas lembrar de seguir o plano.

Talvez o possas colocar no teu espelho ou na porta do quarto. Talvez até o carregares na tua agenda ou na carteira.


4. Sê realista

Isto é importantíssimo. Tem a certeza de que os teus objectivos são razoáveis.

Não digas, “Vou perder 120kg este ano!” porque apesar de não ser impossível é muito improvável. O objectivo em si é bastante intimidatório. Existe muito trabalho a fazer e uma recompensa pequena.

Define objectivos atingivéis. Invés de dizeres, “Vou estar livre de dívidas no final do ano” decide que irás trabalhar para que os teus cartões de crédito ou os empréstimos de estudante sejam pagos.

A outra parte do puzzle é que os teus planos devem ser possíveis de alcançar. Não podes planear ir ao ginásio duas vezes por dia, todos os dias se tens um trabalho a full-time, fazes voluntariado e mantens uma relação amorosa.

Estes objectivos não podem ocupar toda a tua vida senão não haverá hipóteses de te manteres comprometido a eles.

Talvez invés de planeares dedicar 50% do teu salário mensal para pagar dívidas passadas, podes cortar no número de vezes que vais sair à noite durante o mês ou decidir que não irás renovar o teu guarda-roupa durante um tempo e dedicares esse dinheiro aos pagamentos.


5. Mantém-te responsável

Envolve a tua família e amigos. Não existe vergonha nenhuma em melhorias pessoais e manteres outras pessoas envolvidas irá te ajudar em não fugires às regras.

Eles serão capazes de te encorajar e celebrar os sucessos juntamente contigo. Pode ser tão simples como dizeres a um/a amigo/a em que possas confiar o que estás a planear e lhe pedires para se manter em contacto contigo em relação a esse assunto. Ou, podes até te reunir com um grupo de amigos que tenham objectivos similares e trabalharem em conjunto.


6. Não pares por aqui

É muito recompensante atingires os teus objectivos, então dá um passo em frente e trabalha nas tuas promessas.

Se resolveste gastar menos dinheiro em coisas que não sejam realmente necessárias e estás a cumprir tendo algum dinheiro extra, pensa em abrir uma conta poupança ou doares a uma instituição de caridade algum dinheiro extra que possas ter. Se resolveste ir ao ginásio mais frequentemente para te manteres saudável, podes experimentar inscreveres-te com um personal trainer.


7. Não esperes

Juntamente com a construção dos teus objectivos e puxares por ti mais além, relembra-te que não precisa ser um Ano novo para resolveres melhorar a tua vida. Se tens uma ideia de como te tornares mais feliz, saudável ou simplesmente um “melhor eu”, começa hoje!!

Continue Reading

Publicidade

Publicidade

Mais Populares