,

Namora alguém que tenha medo de te perder

Eu sei que as pessoas geralmente se sentem atraídas por pessoas confiantes.

Isso não é uma coisa ruim. Honestamente, até pode ser uma coisa muito boa. De qualquer maneira, muitas vezes nós começamos a notar um padrão nas pessoas que já namoramos ou que já nos sentimos atraídos; todas essas pessoas têm níveis elevados de confiança nas suas veias.

Dizemos que a confiança é fundamental. Mas e se não fosse?

E se em vez de namorar aquela pessoa que nos passasse confiança, a gente namorasse alguém que fica um pouco nervoso perto de nós?

Eu sei, soa estranho à primeira vista, porque não faz muito sentido. Porquê namorar uma pilha de nervos quando tu podes namorar alguém confiante em si mesmo?

Melhor vídeo de sempre


Se uma pessoa está segura de si, é uma coisa boa. No entanto, muitas vezes, podemos confundir confiança com prepotência. Autoconfiança com arrogância. E às vezes isso leva muito tempo para ser identificado. A pessoa aproxima-se de nós, olha nos nossos olhos e diz todas as coisas certas que fazem a gente derreter, e tu sabes, é bom, não é? É bom ter alguém assim. No entanto, em seguida, essa mesma pessoa muitas vezes nos trata com arrogância facilmente.

Deixa-me dizer-te, quando alguém gosta de ti, essa pessoa sente-se um pouco nervosa ao teu redor.

Até mesmo as pessoas auto-confiantes sentem o nervosismo e as borboletas quando veem a pessoa que amam. Há sempre a expectativa de impressionar, a intenção de tentar e dizer as coisas certas e a enorme vontade de não falhar. Todos nós ficamos um pouco loucos quando se trata de amar, gostar e tudo mais; o amor é uma emoção complicada.

Então, talvez tu devesses sair com aquela pessoa que tropeça um pouco nas suas próprias palavras quando fala contigo – não porque ela é incompetente, mas porque quer muito dizer as coisas certas e não desperdiçar a oportunidade. Namora uma pessoa que tenta fazer contato visual contigo, e consegue por alguns segundos, mas depois olha para baixo.

Não porque essa pessoa não quer ficar a olhar para ti – muito pelo contrário.

Quando uma pessoa diz tudo para ti com facilidade, sem sequer piscar ou pensar duas vezes, tu perguntas-te quantas vezes esse alguém já usou isso com outras pessoas. Quando uma pessoa faz contacto visual contigo e não para, tu sentes como se tu estivesses num jogo em que tu és o prémio.

Honestamente, a gente deveria sair com aquela pessoa que age como se tivesse algo a perder quando se trata de nós.

Que sabe que se não te tratar da forma que tu mereces, corre o risco de tu ires embora, e essa é a última coisa que essa pessoa quer. Essa pessoa não te vê como algo substituível – ela fica nervosa e ansiosa com a possibilidade de tu não estares com ela no dia seguinte.

Então, talvez tu devesses sair com uma pessoa que não tenha medo de admitir que fica nervosa quando está contigo, porque ela sabe que tu és uma oportunidade única e insubstituível e por isso tem medo de a desperdiçar. Essa pessoa vai agarrar-te, porque reconhece o valor que tu tens. E honestamente, isso é o que tu mereces. Alguém confiante o suficiente para segurar a coisa boa que encontrou, mas nervoso o suficiente para querer mantê-la todos os dias.

Porque tu mereces tudo isso.

Texto de Lacey Ramburger (tradução)

Criado por Ashley Teixeira

Profile photo of Ashley Teixeira

Escrevo para Coffee Break depois de ter sido libertada de perseguir o curso de advocacia. Nos meus hobbies estão incluídos eventos importantes como dormir e comer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *