Connect with us

Published

on

Fico acordada até tarde e dói respirar. Eu disse que são 4h da manhã, rapariga, vai dormir.

Por vezes à noite consigo ouvir os sonhos dela, “Vem salvar-me… vem salvar-me”

Era uma história de amor fascinante, resumindo. Havia tanta paixão e tanto entusiasmo. Finalmente sentias-te livre. Sentias-te amada e eles faziam-te sentir importante.

Eles deram-te sentimentos que nunca antes tinhas sentido. Havia uma atração e esta ligação que não podia ser algo comum.

Encontraste alguém que te faz sentir desejada, imprescindível e apreciada. É de tirar o fôlego. Sentes que esta é a forma como as coisas deveriam ser. Isto é algo que não acontece duas vezes…

Então lentamente as coisas começam a mudar.

Eles não telefonam tanto quanto costumavam. Eles já não pegam mais na tua mão. Sentes que os lábios deles estão cheios de segredos. Gradualmente eles estão a afastar-se, sem qualquer aviso.

Sentes-te constantemente como se não tivesses feito nada de errado. Depois sentes-te como se já não fosses boa o suficiente.

E isso dói muito porque não estás pronta para andar em frente.

Seja o que foi, quer tivesses sido tu ou eles, queres que as coisas voltem a ser da forma como costumavam ser. Por isso aguentas. Aguentas firmemente porque era isto. Isto é como o amor é, certo?

Isto é algo que questionas se alguma vez serás capaz de reviver de novo. Aguentas tão firmemente porque aguentar faz-te sentir alfo, mesmo que seja miséria.

Quero que saibas que não é assim que o amor é. O amor nunca para de te fazer sentir importante. O amor nunca te faz sentir incerteza ou questionar se ainda és amada. O amor faz com que valha a pena atravessar os tempos difíceis.

Amor é nunca desistir de alguém. Amor é nunca fazer com que alguém se sinta indigno, inútil ou inamável. O amor é aguentar, mas é aguentar juntos. Não nos últimos fios do relacionamento.

Quero sentir estas coisas. Espero que acredites que encontrarás algo melhor do que qualquer coisa à qual ainda te estejas a agarrar.

Quando as memórias começam a exceder a realidade, está na hora de andar em frente.

Quando começas a questionar o teu valor pela falta de esforço de alguém, está na hora de andar em frente.

Quando sentes que estás a ser partida por dentro constantemente pelas expectativas deles, está na hora de andar em frente.

Quando sentes que estás a ser usada continuadamente vez após vez, está na hora de andar em frente.

Quando sente que não estás apenas a ser ignorada, mas desvalorizada, está na hora de andar em frente.

Quando existem mais mentiras do que a verdade, está na hora de andar em frente.

Quando eles viram as coisas contra ti em vez de admitir os erros deles, está na hora de andar em frente.

Quando não és outra e outra vez colocada como uma prioridade, está na hora de andar em frente.

Quando estás deitada na cama ao lado desta pessoa e começas a questionar porque ainda estás aqui, está na hora de andar em frente.

É difícil quando não consegues colocar alguém acima deles, mas eles podem facilmente pôr outras pessoas e outras coisas antes de tu. Esta é uma decisão difícil, mas é a única que podes tomar.

Sou uma crente convicta em lutar pelo o que amas, mas o amor nunca te faz sentir menos do que tu és.

Comments

Publicidade

Publicidade

Mais Populares