,

Para o imbecil que acabou tudo comigo por mensagens, vai-te f*der

Já fiz isso
Já fiz isso

Querido ex-namorado,

Estás a brincar comigo c*ralho???

Há mais de um ano desde que te conheço e tu escolheste acabar as coisas desta maneira. Depois de fingires amar-me, não me deste pistas ou sinais de aviso do fim a aproximar-se, tiveste a audácia de acabar através de mensagem no meio de uma conversa normal.

O meu corpo entrou em choque quando li a mensagem e comecei a hiper-ventilar. Porque tu fingiste tudo mesmo até ao último segundo em que mandaste aquela mensagem e eu fui apanhada completamente desprevenida.

Fazes-me querer vomitar. De cada vez que penso no passado o quão rude e desrespeitoso foste sinto uma onde de nauseias.

Melhor vídeo de sempre


Não só isso, mas tu nem sequer sentiste um pouco arrependido. Tudo o que eu recebi foi uma confusão de palavras postas justas ao último minuto para criar a tua mensagem genérica de acabar a relação.

És o maior c*nas que alguma vez conheci em toda a minha vida. Ages como se fosses o rapaz mais durão, mas és meramente um cobarde. Um cobarde que tem medo de me olhar nos olhos, cara a cara e dizer me que acabou.

Sabes que sou o tipo de pessoa de te chamar atenção nas tuas merdas e dizer-te como são as coisas, mas não consegues controlar qualquer criticismo. Porque és fraco.

Ages como te preocupasses profundamente em salvar e ajudar pessoas, em ser um homem bom e ser um bom ouvinte. Não és, o baile está armado comigo, agora vejo através da tua máscara.

Gostas de te sentir como o herói, tens de ter pessoas a adorar-te, para te sentires superior a elas, para sentires que tens controlo sobre elas. Fizeste tudo por controlo, poder e para impulsionar o teu ego. Uma pessoa que realmente se importa com as pessoas jamais acabaria um relacionamento desta maneira e sem sentir qualquer remorso.

Estive lá por ti quando estavas sem dinheiro e sozinho e não tinham esperança para o futuro. Estive lá por ti quando não tinhas nenhum entusiasmo pela vida  ou sexo. Estive lá quando tu tiveste surto mental e ficaste violento. Estive lá por ti quando foste a pessoa mais miserável com quem se estar.

Carreguei o teu peso nos meus ombros, falei palavras de positivismos e emprestei-te dinheiro quando pediste. Comprei-te comida quando não conseguias comprar nenhuma por ti próprio. Ajudei-te quando choraste até dormir e apoiei-te a cada passo do caminho.

Mas para ti, eu estava lá só para sexo, companhia e dinheiro. Alguém para te manter quente à noite quando a tua vida era fria. Quando tiveste emprego de novo, fizeste bom dinheiro e arranjaste novos amigos, deitaste-me fora como se eu fosse lixo. Não tinhas mais uso para mim.

Sabia que tinhas uma carrada de m*rda problemas pessoais e mentais mas estás mais f*dido do que eu pensava. Obrigada por te teres tornado num sociopata como o meu primeiro namorado.  És a baliza de tudo o que eu nunca quis ter num amigo, namorado ou pessoa. Jamais.

Então fica fora da minha vida de vez desta vez.

Texto original de Coffeebreak protegido por copyright. Qualquer reprodução é expressamente proibida, mesmo citando a fonte.

Criado por Patricia Lemos

Profile photo of Patricia Lemos

Estudei jornalismo na escola da vida. As minhas paixões são carros clássicos, moda, comida, escrever e os meus cães. Também tenho um piriquito (mas provavelmente não queres saber).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *