,

Homem comete suicídio depois de descobrir que tinha o cão errado no país errado

Já fiz isso
Já fiz isso

Os cães são os melhores amigos dos homens e por vezes é notável e realmente enternecedor em vermos até onde essa ligação nos leva.

Esta é uma história saída da Dinamarca com um fim nada feliz. Um homem suicidou-se depois de o seu cão ter sido levado e morto em conformidade com a legislação dinamarquesa sobre pit bulls.

O único crime que o cão Zanto cometeu foi o de viver num local onde é considerado uma raça “errada”.

Dan, o tutor, tinha 8 dias para provar que o seu cão não era da raça pit bull mas obviamente não conseguiu, então Zanto foi levado para longe dele. Em vez de colocarem o cão para adoção noutro país, Zanto foi morto!

De coração partido e sem forças para continuar a viver sem o seu leal companheiro, Dan acabou com a sua vida tomando uma dose letal de comprimidos que levaram a uma overdose.

No dia 19 de Abril, estava escrito assim na página do Facebook:

“Zanto foi levado para longe dos meus braços porque ele é considerado uma raça perigosa. Ele não fez nada, era bom, divertido e muito feliz. Nunca fez mal a uma mosca! Agora tenho 8 dias para provar isso.”

São muitas as raças banidas na Dinamarca devido ao quão perigoso elas podem ser mas este é um enorme final trágico para um assunto que poderia ser completamente evitado.

Criado por André Costa

Profile photo of André Costa

Eu gosto de pensar sobre o futuro e escrever sobre mundos onde os direitos dos trabalhadores interessam. Também gosto de robôs e rock 'n' roll, embora não necessariamente por essa ordem.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *