,

Estes tigres nunca nadaram antes. Veja como eles reagiram à sua nova piscina.

Carli e Lily são dois tigres siberianos que viviam numa pequena e suja jaula quando foram resgatados pela associação International Fund for Animal Welfare. Os trabalhadores da associação começaram o difícil e longo processo de ensinarem-nos a serem tigres novamente depois de uma longa vida de cativeiro e negligência.

Numa pequena estimativa, perto de 10.000 a 20.000 tigres e outros gatos grandes estão actualmente a servir de animais de estimação. Isso significa que estão enjaulados como estes dois estiveram. É o mesmo que imaginares o estádio da tua equipa de futebol favorita num jogo de futebol normal, excepto que o estádio estaria cheio de tigres, leões e pumas invés de adeptos extremamente irritados.

Quando o trabalhadores do santuário perceberam que Carli e Lily nunca tinham nadado anteriormente, eles construíram para os tigres a sua própria piscina.

Foi amor ao primeiro mergulho.

[goviral_player]

No caso de não ser óbvio, manter grandes predadores em cativeiro como animais de estimação nunca é uma boa ideia

Não é bom para os animais, que frequentemente são forçados a viver toda a sua vida em espaços apertados assim que os seus donos se apercebem que não os conseguem domar. Isso não só causa grandes problemas de saúde aos animais, mas também problemas psicológicos.
 
Também não é bom para os humanos. Só este anos já foram reportados cerca de 100 ataques de animais grandes, muitos como resultado de animais de “estimação”
 

Felizmente existem boas notícias

Existem milhares de vídeos de animais grandes na Internet a fazerem coisas adoráveis. São muito fáceis de ver. Muitos até são bastante curtos. E totalmente éticos.

Melhor vídeo de sempre


Youtube

Criado por Ashley Teixeira

Profile photo of Ashley Teixeira

Escrevo para Coffee Break depois de ter sido libertada de perseguir o curso de advocacia. Nos meus hobbies estão incluídos eventos importantes como dormir e comer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *