,

Disseram-me que tu não vales nada!

Já fiz isso
Já fiz isso

Já avisaram. Fui alertada. Desculpe-me pelo turbilhão de sinceridade mas preciso lhe contar: me disseram que você não vale nada. Disseram que é cilada. Furada. Que eu vou sair de cara quebrada. Confesso que até eu já estava um pouco desconfiada. Mas fica tranquilo, Meu Amor, isso muda pouca coisa além de nada.

Até agradeço a solidariedade de toda essa gente preocupada mas a verdade é que da paixão e dos roxos que já coloriram essa face calejada eles só desconfiam; não sabem nada. Minha cara já é toda remendada. Nunca tive muito medo dessa ameaça de cara rachada. Dizem que é falta de vergonha na cara mas a verdade é que eu sempre fui dada às alegrias de abraços e risos de alto risco. É elementar que de vez em quando a gente dê uma escorregada.

Sempre pensei que na pior das hipóteses, com merthiolate, tempo e band-aid quase tudo passa. Demora um pouco a cicatrizar. Incomoda. Dói. Enfeia a face. Mas nada que a gente não resolva com um pouco de cara dura e pó compacto. Tenho meus truques. Você bem sabe.

A verdade é que eu gosto dos seus riscos. Gosto dos seus loopings. Gosto da ventania na barriga. Gosto dessas borboletas que reviram meu estômago e de vez em quando me emprestam as asas. Gosto do verde-garrafa dos olhos que habitam essa sua cara de pau e me pergunto, ainda indignada, como alguém pode dizer que os risos e calafrios que você me causa não valem nada.

Tem gente que paga caro numa galinhada, tem gente que só gasta quando viaja e tem gente que não vê valor em quase nada. Valor é um negócio subjetivo mesmo. Eles disseram que não vale nada porque desconhecem o calor das suas mãos e a euforia da sua risada. É claro que vale. Vale o risco. Vale o momento. Vale a queda. E no fim, não vou dizer que não fui avisada.

Melhor vídeo de sempre


Criado por Susana Moreira

Profile photo of Susana Moreira

Eu escrevo. Eu partilho. Eu amo. Discutir é um modo de vida para mim, mas ouvir também. Tento desesperadamente ter aulas de yoga (não estou a conseguir). A minha prioridade nº1 é passar o microfone para quem nunca teve a oportunidade de falar e de ser ouvido. Assim o mundo será um lugar melhor.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *