Connect with us

Fora Da Rede

Agredido por casal cigano com cabeçada quando embalava a filha bebé

À polícia, o agressor alegou que agrediu o homem porque achava que este ia bater na sua mulher e que foi bastante mal educado.

Published

on

A agressão partiu de um cliente que desferiu uma violenta cabeçada noutro homem que estava a ser atendido pelo colaborador da seção do talho, na loja do Pingo Doce, em Odivelas. A vítima teve que receber tratamento hospitalar.

Na fila para o talho estava um casal jovem, os dois com mais de 30 anos, e a filha bebé de três meses. Nisto, o talhante ao identificar os clientes prioritários, resolve atendê-los.

Ora este cumprimento das normais legais causou indignação num casal mais velho que aguardava pela sua vez. Enquanto a cliente fazia os pedidos ao colaborador, uma outra mulher originou uma acesa troca de palavras.

“Estas vêm para aqui com os filhos só para passar na fila à frente dos outros”, foram algumas das palavras proferidas, segundo as testemunhas no local.

Ao presenciar a situação, o pai que embalava a bebé no carrinho terá pedido contenção verbal ao outro casal. O marido não gostou do tom e desferiu uma violenta cabeçada no homem.

A vítima, que perdeu momentaneamente os sentidos, ficou caída no chão e completamente ensanguentada. A equipa da loja foi obrigada a accionar os meios de socorro e a chamar a PSP da Pontinha.

O pai do bebé foi suturado com oito pontos na testa, no Hospital Beatriz Ângelo, em Loures. As imagens da vítima foram ontem amplamente partilhadas nas redes sociais.

À polícia, o agressor alegou que agrediu o homem porque achava que este ia bater na sua mulher e que foi bastante mal educado.

Fonte oficial do Pingo Doce lamentou ao CM a agressão de um cliente a outro, dentro da loja e que “todos os clientes prioritários devem ser atendidos com prioridade sobre os restantes”.

Comments

Publicidade

Publicidade

Mais Populares