srwpc

E é por isso mesmo que as pessoas traem.

Ciência Diz Que

A razão científica porque as pessoas traem aqueles que amam

srwpc

E é por isso mesmo que as pessoas traem.

Muitos traidores afirmam que amavam perdidamente todos os parceiros amorosos que tiveram e nós habitualmente duvidamos da sua sinceridade. Afinal de contas, amar alguém significa manter um certo nível de confiança, honra e compromisso, certo?

Bem, a antropóloga biológica Helen Fisher diz que ter um caso não é tão preto no branco como gostamos de acreditar.

Fisher conduziu uma experiência com uma equipa de cientistas onde eles examinavam o cérebro de pessoas que estavam “apaixonadas”. Eles mostravam uma foto neutra aos sujeitos, seguidos de uma foto de alguém que ele/ela amavam com o objectivo de gravar qual a região do cérebro que se tornava activa.

Os resultados? A parte do cérebro responsável por governar o “sistema de recompensa” fica activo quando a pessoa olhou para a fotografia da sua amante. Esta é a mesma região que se torna activa com substâncias como a cocaína ou tendo um orgasmo.

“Amor romântico NÃO é uma emoção, é uma viagem. De facto, penso que seja mais poderosa que o desejo sexual.” refere Fisher

O problema é: amor romântico não é o único tipo de amor que é activado quando nos apaixonamos por alguém.

Faz Play Neste Vídeo


Existem na verdade três tipos de amor:

Desejo sexual: É o desejo que dita com que frequência uma pessoa quer sexo.
Amor romântico: É o que nos faz direccionar a nossa energia para apenas uma pessoa.
Compromisso: É a segurança que sentimos com um parceiro de longo-prazo que nos permite criar filhos com eles.

Se existem 3 tipos de amor, isso significa que:

“Resumindo, somos capazes de amar mais que uma pessoa ao mesmo tempo.” explicou Fisher.

E é por isso mesmo que as pessoas traem.

Porque é cientificamente possível sentir uma ligação profunda com um parceiro de longo-prazo AO MESMO TEMPO que sentes um interesse romântico intenso com outro alguém e AO MESMO TEMPO sentir uma atracção sexual por outra pessoa, disse Fisher.

Obviamente, isto não torna a traição “correcta” e certamente não te vai fazer a ti, o traidor, sentires-te melhor mas pelo menos agora tens uma prova científica de que os traidores podem ser verdadeiramente genuínos em relação ao amor que sentem pelo seu parceiro – mesmo quando estão a “comer” outra pessoa.

Comentários

Somos a plataforma preferida da Geração-Y para os tópicos mais quentes e mais na moda dos dias de hoje, desde política a relacionamentos e tudo o que se encontra pelo meio.

CoffeeBreak © 2016 - Todo o conteúdo pertence aos seus utilizadores.

To Top

QUERES MAIS HISTÓRIAS COMO ESTA?

O botão mágico abaixo entrega-te as melhores histórias no Facebook.